Regulamento Vara Lisa

16º CAMPEONATO PAULISTA EM PESQUE E PAGUE SÉRIE VARA LISA

 REGULAMENTO OFICIAL – 07/01/2016

Realização: Jornal da Pesca

Apoio: APAPP – Associação dos Pescadores de Pesque e Pague do Estado de São Paulo

Agenda Brasil Propaganda

 

Artigo 1º – OBJETIVO

Parágrafo único – O CAMPEONATO PAULISTA EM PESQUE E PAGUE – competição não profissional é realizada há 16 anos, sem interrupção. A pescaria atual ocorre durante os meses de janeiro a dezembro, tendo 12 etapas + Repescagem, e tem como objetivo promover a Pesca Esportiva no Estado de São Paulo, como forma de lazer e esporte de competição.

 

Artigo 2º – PARTICIPAÇÃO

Parágrafo único – Poderá participar da competição o pescador que tenha sua inscrição registrada nos Boletins Informativos Eletrônicos do UOL/PESCA.

 

Artigo 3º – FORMAÇÃO DAS EQUIPES

  • – 14 equipes participarão do Campeonato Paulista de 2016;
  • – As equipes serão distribuídas em 02 (dois) Boxes, com 02 (dois) e 03 (três) participantes;
  • – As equipes serão formadas por 05 (cinco) titulares, podendo ter quantos suplentes forem necessários;
  • – As equipes pescarão todas contra todas no mesmo dia e horário;
  • – O uniforme será obrigatório, mesmo que seja apenas com a camisa do clube.

Artigo 4º – INSCRIÇÃO

  • – O valor da inscrição será de R$ 300,00 (trezentos reais) por etapa, já estando incluído a entrada do pesqueiro no dia do torneio;
  • – No dia da etapa, antes do sorteio dos Boxes, o responsável pela equipe deverá quitar a mensalidade junto à organização do Jornal da Pesca ou com o responsável pelo sorteio. Caso tenha efetuado o depósito, apresentar o comprovante no dia do torneio;
  • Os patrocinadores (empresas), deverão efetuar o pagamento via boleto bancário, que será enviado via e-mail ou através de depósito bancário:

BANCO BRADESCO

AG: 2332-9

C/C: 4500-4

Nome: RODRIGO KEIT NAKAMATSU – M.E.

CNPJ: 010.728.334/0001-30

A modalidade de pagamento será previamente definida com o responsável.

 

Artigo 5º – EQUIPES PARTICIPANTES

Parágrafo único – A Série Varas de mão será composta pelas seguintes equipes: Akipesca – Daqui Pro Bar – Discipulos do Biro-Biro – Estado Crítico – Guaru Fishing – Massa da Boa – Massa Isena (Ranchão) – Mazakina (Pesqueiro Mundial) – Pesqueiro Cantareira – Pesqueiro Ranchão do Peixe Rumo da Pesca – Trairão Pesca – Trovão Fish e Toninho’s Bar.

Algumas equipes ainda não confirmaram. Portanto, caso haja confirmação de alguma delas, haverá alterações em alguns Artigos e Parágrafos para acerto do presente regulamento.

 

Artigo 6º – HORÁRIO E SORTEI0

  • – A prova será das às 8h30 às 13h30, direto, sem intervalo;
  • – Antes do início será proibida a pesca no lago da competição, não podendo ser testado e lançado nenhuma linha na água;
  • – O sorteio dos Boxes terá início às 7h45 com o mínimo de duas equipes presentes;
  • – O árbitro principal tem poder para retardar ou antecipar a prova.

 

Artigo 7º – DATAS PREVISTAS E LOCAIS DAS PESCARIAS

  • – A realização das etapas ocorrerá nas seguintes datas:

17/1 – 14/2 – 13/3 – 10/4 – 15/5 – 5/6 – 3/7 – 7/8 – 11/9 – 9/10 – 30/10 – 20/11 Repescagem – 11/12 (Final);

  • – Datas poderão ser alteradas conforme necessidade da organização e, os locais para realização das etapas serão definidos pela organização.

 

Artigo 8º – DOS BOXES

  • – Os participantes serão sorteados em dois Boxes diferentes, com três metros lineares para a dupla e 4.5 metros para o trio, mas poderão ser maiores ou menores dependendo da disponibilidade do lago;
  • Os Boxes serão numerados em ordem crescente, suficiente para abrigar os participantes. Os atletas deverão posicionar-se seguindo esta ordem. Nº 1 entre os boxes 1 e 2 e assim sucessivamente.

 

Artigo 9º – MATERIAL DE PESCA:

  • – A pesca será exclusivamente de fundo, sendo proibidas iscas na superfície, mesmo com a utilização de boia;
  • VARA: máximo de 5.40 metros. Nesta medida, a linha não poderá ultrapassar o tamanho da vara;
  • LINHA: até 01 (um) metro maior do que a vara, com exceção da vara de 5.40 metros;
  • ANZOL: Apenas 01 (um) anzol, sem farpa, inclusive na haste do anzol;
  • ISCAS: Massas como isca, máximo de 03 (três) centímetros de diâmetro;
  1. a) A isca poderá ser usada somente no anzol;
  2. b) 01 (um) salva-varas para cada vara, no máximo 3 metros de comprimento, no estado, sem estar esticado.
  3. c) Se fizer a utilização do chumbo, este deverá estar na mesma linha e acima do anzol;
  4. d) É vetado o uso de miçanga, lã no anzol e isca no girador, caso seja utilizado.
  5. e) Na utilização de ração peletizada (ex: guabi, P-40, etc.) ou isca de superfície, estas deverão permanecer no fundo utilizando chumbo, se necessário.
  • BOIAS: Na montagem das varas será permitido o uso de uma pequena boia, “tipo tilápia”, de isopor, cortiça ou plástico, sendo que fique a uma distância, de no mínimo, 01 (um) metro para cima do anzol.

 

Artigo 10º – DOS PEIXES

  • – Tilápia terá peso 02 (dois). Outras espécies terão peso 01 (um);
  • – Peixes somente acima de 500 gramas.

 

Artigo 11º – PONTUAÇÃO

Parágrafo único – Exemplo: col. 14 pts / col. 13 pts / col. 12 pts / col. 11 pts/ col. 10 pts / col. 09 pts / col. 08 pts / col. 07 pts / col. 06 pts / 10º col. 05 pts / 11º col. 04 pts / 12º col. 03 pts / 13º col. 02 pts / 14º col. 01 ponto.

Artigo 12º – REGRAS DAS PESCARIAS

  • – As equipes poderão iniciar a pesca com o limite mínimo de 03 (três) pescadores. Caso a equipe não esteja completa, mesmo assim poderá montar seus equipamentos depois do sorteio, mas não poderão entrar no Boxe até completar o limite mínimo de pescadores;
  • – A critério do capitão, os pescadores poderão ser substituídos e remanejados nos Boxes a qualquer tempo da prova, desde que o fiscal seja avisado, previamente;
  • – As equipes poderão inscrever novos pescadores até a 9ª etapa;
  • – Em caso de atraso, a equipe poderá iniciar a pescaria a qualquer tempo da competição, com aval do fiscal;
  • – As equipes deverão estar uniformizadas, mesmo que seja apenas com camisa identificando o clube. Em dias de muito frio ou chuva, os integrantes das equipes poderão se acobertar com capas de chuva, ou até mesmo com blusas cobrindo a camisa do clube;
  • 6º – A equipe que não comparecer na etapa, além de pagar a mensalidade, inicia a Repescagem e a Final com 10 quilos negativos. No caso do não comparecimento da equipe por força maior, a equipe deverá comunicar à organização. A Comissão irá analisar o caso e decidir se aplicará ou não a punição.

 

Artigo 13º – FASES DO CAMPEONATO

Parágrafo único – O campeonato Paulista em Pesque e Pague 2016 terá três Fases: Classificatória, Repescagem e Final.

 

Artigo 14º – FASE CLASSIFICATÓRIA

  • – Serão 14 equipes participantes na Fase classificatória no sistema de todas contra todas, em um só dia e no mesmo local;
  • – No final de 11 pescarias, as 03 (três) equipes primeiras colocadas passam direto para a Final com 12, 8 e 5 quilos.

 

Artigo 15º – REPESCAGEM

  • – Participarão da Repescagem 11 equipes não classificadas na primeira fase;
  • – As 09 equipes que somarem mais quilos vão se juntar as 03 (três) equipes classificadas na primeira fase para disputar a final do Campeonato Paulista;
  • – As 02 (duas) últimas colocadas não participam da final;
  • – A 1ª e 2ª colocada passam para a final com 02 (dois) e 01 (um) quilo, respectivamente.

 

Artigo 16º – FINAL

  • – 12 (doze) equipes participarão da final do Campeonato Paulista de 2016;
  • – As 03 (três) primeiras colocadas da Fase classificatória e 09 (nove) equipes que chegaram pela Repescagem, disputam o titulo do campeonato.

 

Artigo 17º – CRITÉRIO DE DESEMPATE

O critério de desempate será igual para todas as fases do campeonato.

  • – Maior saldo de quilos adquiridos em cada fase;
  • – Prorrogação de 30 minutos, e assim sucessivamente, até que saia o vencedor da fase.

 

Artigo 18º – CURINGAS

  • – A equipe poderá ter no máximo 02 (dois) Curingas identificados com a marca do clube;
  • – O Curinga, assim como o adversário que esteja ao lado do pescador poderá auxiliar na retirada dos peixes, usando apenas o passaguá;
  • Somente o Curinga poderá preparar equipamentos de pesca, iscas e levar alimentos/bebidas para o Boxe do pescador;
  • – Os Curingas, não poderão fisgar peixes, não segurar varas com peixe fisgado e, sobretudo, ficar dentro do boxe de pesca;
  • – Será da responsabilidade dos curingas:

. Levar e soltar os peixes para pesagem;

. Observar a pesagem dos peixes de sua equipe, assim como dos adversários, se está sendo pesada em quilos ou libras, sobretudo, se a balança está correta (quilos e libras);

. Depois da pesagem e soltura dos peixes, qualquer reivindicação será desconsiderada pelo árbitro e comissão do campeonato;

. A soltura dos peixes será no boxe da equipe que pesou os peixes, ou em lugar determinado pelo fiscal;

. Deverá recolher junto ao árbitro, a cópia de lançamento da pesagem dos peixes e conferir a anotação.

 

Artigo 19º – CONSIDERAÇÕES GERAIS

  • – O pescador estando com o peixe fisgado poderá deixar seu boxe para facilitar a retirada do peixe;
  • – Caso o peixe fisgado enroscar na linha ou anzol do adversário, mesmo assim valerá para a contagem de pontos;
  • – Somente será válido para contagem de ponto o peixe que estiver fora do lago, antes do apito final;
  • – Proibido lambar e chasquear peixes na superfície. Ex: semimorto ou com falta de oxigênio;
  • – Caso um peixe for fisgado ao mesmo tempo por dois pescadores, prevalece o que estiver com o anzol atado na boca. E se ambos fisgarem ao mesmo tempo, no corpo do peixe, o peso será dividido por igual entre as equipes;
  • – Se acontecer de alguma vara cair no lago com peixe fisgado, somente valerá para contagem de pontos se o pescador resgatá-la com a mão, em seu próprio boxe. Sugerimos que o pescador use salva vara;
  • – A punição a ser imposta pelo Juiz deverá ser comunicada ao capitão, mesmo que seja verbalmente e/ou anotando na súmula da etapa. Fica a critério de o árbitro impor advertência ou punição;
  • – Nas faltas leves o árbitro fará uma advertência, entretanto, se persistir o erro, a equipe sofrerá punição. O árbitro decide a gravidade;
  • 10º – Caso seja necessário executar alguma alteração no regulamento, este poderá ser realizado em caráter excepcional, e posteriormente comunicado aos responsáveis pelas equipes, via e-mail;
  • 11º – Durante as provas poderão ocorrer fatos omissos ao Regulamento e Regras. Neste caso, o árbitro poderá resolver no ato, ou se preferir, poderá enviar requerimento para a comissão Julgadora;
  • 12º – Caso o pescador se achar injustiçado, este deverá enviar justificativa por escrito a comissão julgadora. Esta analisará o fato e, se necessário, fará a convocação das partes interessadas.
  • 13º – Apenas o pescador que estiver na mesma raia poderá fisgar peixes na vara de seu companheiro de equipe. Caso o peixe seja fisgado pelo curinga, será invalidado.

 

 

 

Artigo 20º – PENALIDADES

  • – Em qualquer uma das penalidades aplicadas pelos árbitros, a equipe será punida com 03 pontos sobre o total de pontos adquiridos no final da etapa, e assim sucessivamente;
  • – A critério do árbitro, a equipe infratora poderá ser advertida antes mesmo de receber a punição.

 

Artigo 21º – SOBRE OS ÁRBITROS

  • – Cabe salientar que o árbitro é soberano e poderá advertir ou penalizar os pescadores, contando ainda com a ajuda dos membros da Comissão Julgadora;

Obs.: Todos os atos de indisciplina por parte dos pescadores serão analisados no local ou futuramente, em reunião pelo árbitro, organização e comissão julgadora.

 

Artigo 22º – IMPORTANTE

  • – Serão aceitos recursos com até 03 (três) dias após a pescaria;
  • – Será permitido apenas 01 (um) recurso. Depois de julgado, a comissão dará o caso como encerrado.

 

Artigo 23º – INTERFERÊNCIAS

Parágrafo único – Fica vetada qualquer interferência dos organizadores do Campeonato Paulista durantes as pescarias, e, sobretudo em julgamentos de pescadores e ou mesmo de árbitros.

 

Artigo 24º – PREMIAÇÃO

  • – Em cada etapa da fase classificatória será concedido troféu para as três equipes melhores colocadas;
  • – Ao final da competição haverá uma festa de confraternização em local e data a serem definidos e posteriormente comunicado às equipes.
  • – A equipe Campeã, Vice-Campeã e 3ª colocada do campeonato receberão os troféus e prêmios que serão entregues na festa de confraternização;
  • – Todos os pescadores inscritos receberão medalhas que serão entregues na festa de confraternização.

 

Artigo 25º – COMISSÃO JULGADORA

Parágrafo único – Fabio Nomura, Silvio Pereira e Fernando Camara.

 

Artigo 26º – DA IMAGEM

Parágrafo único – Nomes, imagens e som de vozes dos participantes poderão ser utilizados pela Organização em material promocional, de forma inteiramente gratuita.

 

Artigo 27º – CONSIDERAÇÕES FINAIS

  • – O responsável pela equipe deverá entregar aos pescadores este Regulamento, que a organização estará enviando pelo e-mail: jornaldapesca@uol.com.br.
  • – Os organizadores e autoridades da Competição não se responsabilizam por perdas, danos, extravios, roubos e acidentes, antes ou após os eventos.

 

Boa pescaria!

Organização Jornal da Pesca

 

 

turkce porno porno izle sex izle olgun porno malatya web tasarim sex izle mobil porno porno film florya guzelik salonu porno izle turkce porno porno izle porno izle sikis hikaye